Apresentação do Dossiê Jerusa Pires Ferreira

Jerusa Pires Ferreira

Índice

  1. Apresentação
  2. Biografia
  3. Publicações
  4. Livros
  5. Entrevistas
  6. Palestras
  7. Homenagens

Apresentação

Na preparação deste dossiê, que durou quase dois anos (2005 à 2007), tive o prazer de estar em contato permanente com a obra de Jerusa Pires Ferreira e seus colaboradores. A primeira impressão, depois de ler e reler vários de seus artigos e textos sobre ela que colocamos online em primeira mão neste dossiê, é a grandeza de sua obra e de sua personalidade. Grandeza na qualidade e na quantidade de publicações, grandeza também sobre os temas que aborda e ainda o percurso inovador que sua pesquisa traça: dos recônditos russos, da Idade Média aos recôncavos baianos e recantos do sertão nordestino contemporâneo.

Jerusa Pires Ferreira nos deixou no dia 21 de abril de 2019, assim o dossiê tem como missão de abarcar em sua completude a sua obra e ser uma pequena mostra de seu legado tanto para antigos quanto novos leitores. Reunimos aqui bibliografia, biografia, depoimentos, entrevistas, artigos, resenhas, e diversos outros textos sobre a intelectual. Os números de sua trajetória impressionam e inspiram. São 210 publicações entre livros, artigos, traduções, textos de jornais, resenhas e apresentações de livros. Esta incrível performance da pesquisa e da escrita jerusiana pode ser retraçada através dos temas que ela como ninguém privilegia: cultura das bordas; folhetos de cordel e livros populares; literatura e poesia; oralidade e performance; novelas de cavalaria; cultura e memória; livros e história da edição; e tradução.

Para fazer jus à tal diversidade e riqueza de temas, debates e teorias, começamos este dossiê com a publicação de uma mini-biografia com várias fotos suas, ao longo dos últimos anos, a republicação de vários de seus artigos e a disponibilização de publicados por revistas especializadas e online através de sites de revistas nacionais e internacionais, em português e espanhol. Colocamos ainda entrevistas inéditas, incluindo uma exclusivamente em áudio, e outras já publicadas, além palestras em vídeo disponíveis na internet.

Apresentamos resenhas de seus livros (como Fausto no Horizonte, Armadilhas da Memória, Livro de São Cipriano, Oralidade em Tempo e Espaço) e de suas traduções dos livros do medievalista suíço-canadense Paul Zumthor. Vários pesquisadores e professores convidados testemunham sobre a trajetória da pesquisadora no Brasil (Bóris Schnaiderman, Bráulio do Nascimento, Marlyse Meyer, J. Guinsburg) e no exterior (Jacques Migozzi, Wladimir Krisinski).

Entrar em contato com a obra de Jerusa, é estar em contato com o Brasil. Um Brasil aberto aos quatro ventos e cantos do mundo, antenado com o moderno e o arcaico… numa movência de saberes e conhecimentos. Reler seus textos é um prazer; escritora hábil, sua escritura flui nos instruindo e nos fazendo descobrir novas façanhas dos contextos e tessituras culturais, midiáticas e literárias.

Falar do trabalho de Jerusa é mergulhar num universo de mitos e lendas das histórias orais; é submergir no universo rico de um intelectual moderno e à frente de seu tempo, compondo o erudito com o popular, o centro e as bordas; é se inserir num mundo de histórias e conceitos que remetem aos tempos medievos. E, ainda, às histórias das terras áridas e férteis de estórias do sertão nordestino. Esse trânsito que a priori parece ser inusitado, ela mostra que a ponte que aparentemente os separa é que traz a verdade de suas existências. As histórias circulam, como querem os contos e as tradições orais, sem fronteiras temporais ou espaciais.

O Dossiê Jerusa Pires Ferreira lançado na edição número 8 da Revista Intermídias em 2007 é apenas uma das muitas fontes de pesquisa sobre esta intelectual impar. O dossiê pretende ser um aglutinador de referências sobre a obra da pesquisadora. Ele será constantemente atualizado e de acesso livre para todos.

E por último, gostaria de agradecer vívidamente à todos aqueles que responderam de imediato com ávido intuito de colaborar neste que considero ser um importante passo que a Revista Intermídias junto com o Centro de Pesquisas da Oralidade da PUC-SP dá em direção à democratização do conhecimento no país e a valorização de um rico e essencial patrimônio da pesquisa brasileira sobre a literatura e a cultura popular.

Boa Leitura, e aguardamos a sua colaboração na manutenção e atualização deste importante acervo.
Hudson Moura